Notícias

Ciclo Arte e Revolução com Denis Bruza Molino
19/6/2017

 
 
DUCHAMP E O DADAÍSMO ALEMÃO - DATA ALTERADA PARA 19 DE JUNHO
 
 
DUCHAMP E O DADAÍSMO ALEMÃO - DATA ALTERADA PARA 19 DE JUNHO
 0,
 
ver mais >

Ciclo Arte e Revolução com Denis Bruza Molino
25/5/2017

 
 
 
 0,
 
ver mais >

Ciclo Arte e Revolução com Denis Bruza Molino
23/3/2017

 
 0,
 
ver mais >

Ciclo de palestras com Denis Bruza Molino
8/12/2016

 
 
O Ateliê Galeria Priscila Mainieri e Denis Bruza Molino, convidam para a palestra Surrealismo e sonho que acontecerá na próxima  quinta feira, dia 8 de dezembro às 19:30H na rua Isabel de Castela, 274 V.Madalena

A palestra é a última do semestre e fecha o ciclo de estudos dedicado ao fantástico na pintura:
29 de setembro: Bosh: o dedoche em seus trípticos
27 de outubro: Goya
17 de novembro: Baudelaire, Mallarmé
GauguinRedon: textos e imagens simbolistas
8 de dezembro: Surrealismo e sonho

Os conteúdos são independentes e podem ser assistidos separadamente. As palestras anteriores foram gravadas e estarão a disposição dos interessados em breve.
 
 

Surrealismo e sonho.


A palavra “surreal” faz parte do uso popular estando associada frequentemente ao estranho, inabitual ou alucinado; também nomeia um grupo de artistas reunidos em Paris sob a liderança de André Breton, no decênio de 1920. 

Propondo a subversão da realidade burguesa, tida por monótona, imbecilizante e fragmentária, os surrealistas têm um projeto utópico: um novo homem numa sociedade nova, a Europa recém saída da Primeira Guerra.

Os temas recorrentes em suas obras são o desejo, a figura feminina, a espontaneidade, o absurdo, o sonho; e o exemplo para o que consideram uma imagem surrealista típica vem da poesia de Lautréamont: “o encontro casual de uma máquina de costura e um guarda-chuva numa mesa de operação.

Conquanto Breton no Manifesto surrealista (1924) mencione vários antecessores, é Freud, com sua teoria da associação livre de ideias, que serve de base para as pesquisas que desenvolvem acerca de técnicas aptas a liberar o potencial criativo do subconsciente. Assim surgem a escrita automática, a frottage  e os jogos de criação coletiva, os quais serão estudados na palestra do dia 8 de dezembro, tendo por referência a obra de Ernst, De Chirico, Magritte, Miró

 

Denis Bruza Molino é mestre em filosofia pela USP, com estudos em instituições estrangeiras; professor e curador assistente do MASP (2007 - 2014); historiador da arte e estudioso das letras helenísticas.

 

Dia 8 de dezembro de 2016, às 19:30h.

 

Rua Isabel de Castela, 274 V.Madalena  SP 
tel: 3031-8727

Valor sugerido por palestra: R$ 60,0

 

 

 


 
ver mais >

Palestra com Carlos Matuck
25/11/2016

 

ver mais >

Ciclo de palestras com Denis Bruza Molino
17/11/2016

 

 

 

 

Baudelaire, Mallarmé, Gauguin, Redon: textos e imagens simbolistas 

DENIS BRUZA MOLINO

 

 

Assim como uma antiga fórmula médica preconiza que “não há doença, mas doentes”, assim também se pode pensar que não há simbolismo, senão simbolistas, graças à multiplicidade de autores e temas que figuram sob essa genérica nomenclatura.

 

Rémy de Gourmont, em 1896, se interroga: “O que quer dizer Simbolismo? Se ficarmos no sentido estrito e etimológico, quase nada; se formos além, ele pode querer dizer: individualismo em literatura, liberdade em arte, abandono das fórmulas ensinadas, tendência para o que é novo, estranho e até mesmo bizarro; isso pode também significar: idealismo, desdém da anedota social, anti-naturalismo, tendência a extrair da vida apenas o detalhe característico, a dar atenção somente ao ato pelo qual um homem se distingue de outro, a não querer alcançar senão os resultados, o essencial”.

 

Segundo consta, o movimento simbolista, também chamado “decadentista”, se impõe primeiro nas letras francesas da segunda metade do século XIX, sendo a um tempo herdeiro do romantismo e oposto ao naturalismo. Das letras, o movimento logo se propaga para as artes pictóricas e gráficas finisseculares, tendo a mesma atração pelo indefinido, pelo ambíguo, pelo visionário.

 

Assim, na palestra do dia 17/11, estudaremos questões importantíssimas  que operam tanto nas letras quanto nas artes simbolistas finisseculares:

O musical e o sugestivo (em Baudelaire, Mallarmé, Verlaine e Redon) em oposição ao pictórico e ao descritivo, os quais operam com o naturalismo-impressionista. Recorde-se que Redon qualifica os impressionistas de “verdadeiras parasitas do objeto”.
O sintetismo de Gauguin e Émile Bernard.
O decorativismo orientalista de Gustave Moreau.
 

Denis Bruza Molino é mestre em filosofia pela USP, com estudos em instituições estrangeiras; professor e curador assistente do MASP (2007 - 2014); historiador da arte e estudioso das letras helenísticas.

 


 


 

Dia 17 de novembro de 2016, às 19:30h.
Rua Isabel de Castela, 274 V.Madalena  SP 
tel: 3031-8727

Valor sugerido por palestra: R$ 60,00 
ver mais >

Conversa com Sergio Fingermann
9/11/2016

 

 

Conversa com Sergio Fingermann | 9 de novembro | 19:30h | Espaço, tempo e memória
No dia 9 de novembro, às 19:30h receberemos o artista plástico Sergio Fingermann para uma conversa sobre a experiência da pintura na contemporaneidade e suas questões como: tema, conteúdo, expressão, escala da obra, destinatário.
O evento ocorre conjuntamente com a exposição Espaço, tempo e memória, cuja as obras apresentadas pela artista plástica Cristina Canepa serão exemplificadas e citadas durante a explanação.
Sergio Fingermann, se singulariza por manter, há longo tempo, uma reflexão sobre o olhar e sobre o que pode ser transmitido como ideias das experiências da criação. Tem uma obra extensa de pinturas, desenhos e gravuras, presente nos maiores museus brasileiros e coleções particulares. Pelo seu ateliê passaram muitos dos artistas atuantes no presente.
Temos o prazer de convidar a todos os interessados em artes visuais para participar deste encontro.
 
Data: 09 de novembro, 4a feira, às 19:30hs
Local: Ateliê Galeria Priscila Mainieri
Endereço: Rua Isabel de Castela 274 Vila Madalena
tel: (11) 3031-8727
http://www.ateliepriscilamainieri.com.br/

 

ver mais >

Ciclo de palestras com Denis Bruza Molino
27/10/2016

 

 

Goya
DENIS BRUZA MOLINO

 

Na Aurora do romantismo europeu, Francisco de Goya (1746- 1828) foi um artista versátil que sobressaiu em vários gêneros da pintura, bem como da gravura e do desenho. Como pintor de corte, cultivou com maestria a retratística, executando a efígie de três monarcas de Espanha. 


Como cronista, fez imagens das festas, touradas e vida cotidiana da península ibérica. Também carregou as tintas na sátira social e política atacando os vícios do clero, a ignorância de grande parte da nobreza, a barbárie da inquisição, os excessos da guerra e toda sorte de obscurantismo e estupidez; esses mesmos que, com trejeitos farsescos e ilegítimos, teimam em Terra brasilis.


Com efeito, estudaremos o percurso artístico de Goya, destacando o aspecto visionário de sua obra, com o qual o artista aragonês figura seres fantásticos e cenários tenebristas. Nisso ressaltam tanto as gravuras dos álbuns gráficos Los caprichos  (1799) e Los disparates (1815 - 1823) quanto as chamadas "pinturas negras" (1820-1824) da Quinta del Sordo.


Nas técnicas e nos temas, Goya prefigura estilos muito diversos como o de Manet, o dos simbolistas, como também o de expressionistas e surrealistas.


As palavras de Baudelaire sobre Goya em Quelques caricaturistes étrangers tem sentido oracular: “o grande mérito de Goya consiste em criar o monstruoso verossímil. Seus monstros nasceram viáveis, harmônicos. Ninguém ousou mais do que ele no sentido do absurdo possível. Todas as contorções, as faces bestiais, as caretas diabólicas são penetradas de humanidade. Mesmo do ponto de vista particular da história natural, seria difícil condená-los, pois há muita analogia e harmonia em todas as partes deles. Numa palavra, a linha de sutura, o ponto de junção entre o real e o imaginário é impossível de apreender, é uma fronteira vaga [...] muita arte, que é a um tempo transcendente e natural”.

Denis Bruza Molino é mestre em filosofia pela USP, com estudos em instituições estrangeiras; professor e curador assistente do MASP (2007 - 2014); historiador da arte e estudioso das letras helenísticas.


Dia 27 de outubro de 2016, às 19:30h.
Rua Isabel de Castela, 274 V.Madalena  SP 

Inscrições: contato@ateliepriscilamainieri.com.br ou (11) 3031-8727


Contribuição sugerida R$ 60,0

 

ver mais >

Ciclo de palestras com Denis Bruza Molino
29/9/2016

 

 

Bosch: o deboche e a pedagogia em seus trípticos, com
DENIS BRUZA MOLINO

 

A obra de Bosch carrega as tintas no mistério, resultado do estranhamento que suscitam as figuras incongruentes, como também as cenas disparatadas. Os surrealistas, não por acaso, consideravam alucinadas as imagens do pintor: projeção inconsciente acionada pela associação livre de ideias à maneira freudiana. Como quer que seja, confrontado com as pinturas de Bosch, o espectador é requisitado a interpretar os aspectos enigmáticos que o intrigam.

 Sabe-se que a pintura religiosa na época de Bosch é regrada por programas de instrução devocional, mas os clérigos se ocupavam antes com o sentido teológico da imagem, de sorte a considerar eventuais implicações idólatras ou heréticas. É redundante, portanto, insistir no aspecto moralizante da pintura boschiana, visto que a surpresa, o espanto e a piedade são efeitos articulados a supostos modelos anagógicos e previnem quanto aos desvios da fé cristã. Assim, veremos como os trípticos notórios do pintor – O jardim das delícias (c. 1500, Museo del Prado, Madri), O carro de feno (c. 1500-02, Museo del Prado, Madri), O juízo final (c. 1504-08, Akademie der bildenden Künste, Viena) – obedecem a narrativas lineares, cuja sequência finaliza, infeliz, no inferno. 

Grosso modo, Bosch faz deboche, o que faz um estudioso moderno, observando a multidão de pelados e peladas no painel central do Jardim das Delícias, pensar que o pintor pertencera à Congregação do Espírito Santo, uma seita herética medieval que praticava a promiscuidade sexual como um rito religioso. Entretanto, o deboche boschiano pouco se parece com uma manifestação hiponga avant la lettre, pois tem o decoro aristotélico da comédia: o da imitação das coisas baixas. Se a tragédia representa as pessoas melhores do que elas são – imitação de ações grandiosas –, a comédia as representa piores; a matéria cômica, portanto, é apta para figurar as iniqüidades diabólicas no mundo, que proliferam nas obras do pintor. Os eruditos europeus de outrora decerto miravam a obra de Bosch como cômica; para o bibliotecário do Escorial, frade José de Sigüenza, a pintura boschiana se singulariza como “sátira aos pecados e desatinos” mundanos, pois o pintor ousa a pintar os homens como são “por dentro”. 

Denis Bruza Molino é mestre em filosofia pela USP, com estudos em instituições estrangeiras; professor e curador assistente do MASP (2007 - 2014); historiador da arte e estudioso das letras helenísticas.


Dia 29 de setembro de 2016, às 19:30h.
Rua Isabel de Castela, 274 V.Madalena  SP 

Inscrições: contato@ateliepriscilamainieri.com.br ou (11) 3031-8727


Contribuição sugerida R$ 60,0

 

ver mais >

Ciclo de palestras com Denis Bruza Molino
19/5/2016

 

 

ver mais >

Arte em stencil e oficina de graffiti
1/12/2015

 

 

ver mais >

Ateliê Kids
27/11/2015

 

 

ver mais >

Palestra com Denis Bruza Molino
29/9/2015

 

 

ver mais >

Gravura em Metal com Renata Basile
21/9/2015

 

 

ver mais >

Vivência em Aquarela com Rubens Matuck
10/9/2015

 

 

ver mais >

Workshop Internacional Damar Catitó
29/6/2015

 

 

 

Artistas internacionais em duas exposições no Ateliê Galeria Priscila MainieriMoonlight & The end of the wind: exposição de pinturas das japonesas Kiyomi Kuriki e Kioko Kozawa. 25.07, às 15h, (até 08.08)

 

Coletiva dos artistas Kiyomi Kuriki, Kiyoko Kozawa e Yumi Takatsuta (Japão), Doris Hahlweg e Erwin Legl(Alemanha), Tine Hinde e Jon Gislason (Dinamarca),Justyna Machnicka (Polônia), Patrícia de Fillipi e Júlio Barreto (Brasil). 15.08, às 15h, (até 29.08)

 

 

As exposições são, respectivamente, abertura e encerramento do Workshop Internacional Damar Catitó, residência artística que reúne, além desses artistas visuais, o músico Arismar do Espírio Santo – que se apresentará na vernissage da segunda exposição –, e o escritor Marcos Maffei. Ao longo de três semanas o grupo produzirá no ateliê especialmente montado para recebê-los na Fazenda Catitó (MG) e participará de atividades culturais em São Paulo.

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

ver mais >

DESDOBRAMENTOS
17/6/2015

O que é gravura moderna? Denis Molino | 17.06.2015 | 19:30h

 

Dando continuidade à programação cultural que acontece durante a mostra Desdobramentos, convidamos Denis Molino  para ministrar a palestra O que é Gravura Moderna? e, na sequência,  conversar com os interessados sobre os possíveis caminhos da gravura, usando como referência os trabalhos de Marinês Busetti e Renata Basile.

 

A gravura bem como a imprensa de Gutenberg (os caracteres móveis) já desenham os tempos modernos no século XV: são procedimentos que revolucionaram os costumes europeus uma vez que permitiram a multiplicação de textos e a circulação de imagens. Conquanto a gravura tenha se desenvolvido antes em imagens de devoção e afins (modelos de ornamento, cartas de baralho), seu estatuto de arte autônoma aparece com Mantegna, Jacopo de 'Barbari, Schongauer, Dürer entre outros pintores e ourives renascentistas. No XVII, as invenções gráficas se multiplicam pelo engenho de Seghers, Rembrandt e Callot; este inclusive é tido por um dos primeiros artífices a se dedicar exclusivamente às artes gráficas. Com as inovações de fins do XVII (litografia) e primeiras décadas do XIX (fotografia), surgem novas questões para as artes gráficas da modernidade, das quais discutiremos através da obra de Bresdin, Redon e Munch. (Denis Molino)

 

Denis Molino é mestre em filosofia pela USP, com estudos em instituições estrangeiras: professor e curador assistente do MASP ( 2007 - 2014); historiador da arte e estudioso das letras helenísticas.

 

A exposição Desdobramentos apresenta gravuras em metal de Renata Basile da Silva e xilogravuras de Marinês BusettiAmbas exploram técnica e tematicamente a reprodutibilidade da imagem; pela multiplicação de linhas e módulos engendram tramas e formas singulares, propondo um jogo sensual que envolve matriz, estampa e observador; pela intervenção sobre as impressões dão voz própria às gravuras, potencializando-as com narrativas independentes de suas matrizes. (W. Zaidler)   

catálogo Desdobramentoshttp://issuu.com/471921/docs/desdobramentos_issuu-2


O que é gravura moderna?  

Dia 17.06.2015 às 19:30h

Rua Isabel de Castela, 274, Ateliê Galeria Priscila Mainieri

Inscrições: contato@ateliepriscilamainieri.com.br ou 3031-8727

Contribuição sugerida R$ 60,00

 
 
ver mais >

DESDOBRAMENTOS
10/6/2015

18h 

Oficina  de Carimbos com Renata Basile 

O Ateliê Galeria Priscila Mainieri juntamente com a  artista plástica Renata Basile,  promovem neste sábado, 13/06,  a Oficina de Carimbos. A oficina, faz parte da programação cultural que acontece  em paralelo a mostra Desdobramentos com o intuito de trazer para os interessados a oportunidade de aprendizado da técnica e aplicação criativa orientados pessoalmente pela artista, uma especialista na reprodução de imagens para papéis e tecidos (estamparia) através de matrizes em metal e carimbos artesanais (block print). 

 

Renata Basile da Silva é formada em Licenciatura Plena em Educação Artística pela FAAP. Desde os anos 90 pesquisa e desenvolve trabalhos com diferentes meios de reprodução de imagens, preferencialmente a gravura em metal.

Trabalhou na Pinacoteca do Estado, Itaú Cultural e ministrou cursos de técnicas

de impressão em várias unidades do SESC de São Paulo.

 

Paralelamente ao trabalho de gravura em metal realizado em seu ateliê, desenvolve projetos de estamparia para diversas grifes.

 

Inscrições pelo email: contato@ateliepriscilamainieri.com.br ou pelo fone (11) 3031-8727
Dia 13 de junho, das 14h às 18h na Rua Isabel de Castela, 274 V.Madalena. 

 

Público : Adolescentes e adultos, grupo de até 8 pessoas

 

Valor: R$ 150,00. Inclui o fornecimento de materiais diversificados para a pesquisa gráfica.

 

 



 

 

 

    

 
 
 
 
 




 
 
 
   

 

 
 
ver mais >

DESDOBRAMENTOS
23/3/2015

 

Oportunidade única de participar da Oficina de Xilogravura ministrada por Marinês Busetti durante a mostra Desdobramentos e conferir os resultados de todo seu processo criativo. A Oficina acontecerá dia 30 de maio, das 10h às 18h na Rua Isabel de Castela, 274 V.Madalena, no Ateliê Galeria Priscila Mainieri

Inscrições pelo email: contato@ateliepriscilamainieri.com.br ou pelo fone (11) 3031-8727

 

MARINÊS BUSETTI (Farroupilha, RS, 1958) graduou-se em Licenciatura em Educação Artística (1981) pela FEEVALE, Novo Hamburgo, RS, e fez cursos de aperfeiçoamento com Vasco Prado, Danúbio Gonçalves, Anico Herskovits, Valter Zanini e Julio Plaza, entre outros. Expõe seus trabalhos regularmente desde meados da dédada de 1980, principalmente na Região Sul do Brasil, e também no Rio de Janeiro, em São Paulo, no Uruguai e na Argentina.

Em seu ateliê – um charmosíssimo chalé próximo ao Vale dos Vinhedos – recebe regularmente a visita de turistas, estudantes e público em geral, além de grupos de alunos para workshops.

www.marinesbusetti.com 

 




Marinês Busetti, reside em Farroupilha e está em São Paulo até 07/06, período em que acompanha de perto todas as pessoas interessadas em ver e discutir seus trabalhos expostos na mostra Desdobramentos, aproveite essa oportunidade e venha nos visitar.

 

PROGRAMA OFICINA de XILOGRAVURA

MINISTRANTE: Marinês Busetti

OBJETIVO: 

A Oficina de Xilogravura tem por objetivo a experimentação desta técnica milenar de origem oriental, de gravar uma placa de madeira para produzir imagens que são impressas sobre papel.

Cada aluno realiza todo o processo de desenhar, gravar na madeira e imprimir uma tiragem de cópias da sua matriz.

 

CONTEÚDO:

Breve histórico da xilogravura.

Xilogravura tradicional, contemporânea, literatura de cordel.

Prática da técnica, gravando matrizes individuais.

Realização do processo completo de desenhar, gravar a madeira e imprimir sobre papel.

Carga horária: 6,5 hs

 

PÚBLICO:

Adolescentes e adultos, iniciantes.

 

NÚMERO DE ALUNOS: máximo de 6 pessoas.

 

DIAS:  30 de maio

 

HORÁRIO:  das 10:00h às 18h (pausa para almoço 12:30h às 14h)

 

MATERIAIS:

Madeiras, lixas, lápis, borrachas, papéis, tinta de impressão, goivas, rolinho de borracha, espátula, placa de vidro grosso, estopa, solvente, jornais

 

INVESTIMENTO: R$ 210,00 material incluso

 

INSCRIÇÕES: contato@ateliepriscilamainieri.com.br ou  (11) 3031-8727

 
ver mais >

DESDOBRAMENTOS
23/3/2015

 

Programação : 

Conversa com as artistas: dia 23 de maio, das 14h às 17h, as artistas receberão interessados para conversar sobre seus trabalhos e projetos

Oficina de xilogravura: com Marinês Busetti, 30 de maio, da 10h às 18h (recesso para almoço das 12h30 às 14h). Valor: R$ 210,00

Oficina de carimbos: com Renata Basile, 13 de junho, das 14h às 18h. Valor: R$ 150,00

Palestra: O que é gravura moderna?, com Denis Molino. 17 de junho, quarta-feira, às 19h30 

 

Inscrições: pelo e-mail contato@ateliepriscilamainieri.com.br ou pelo telefone (11) 3031.8727 

 

 

 

 

 

 

 

 
ver mais >

DIÁLOGOS
21/3/2015

 

Exposição prorrogada até 16 de maio de 2015

Leia o texto de Waldemar Zaidler 

 

 

 

 

 

ver mais >

COLETIVA CALENDÁRIO 2015
9/9/2014

Acesse o link:   http://calendario2015.webs.com/

 

O Projeto “Calendário 2015” está na sua segunda edição, o primeiro foi lançado em 2012. Os trabalhos de arte reproduzidos na publicação são recen­tes. 
Treze artistas foram convidados a representar os 12 meses e ano de 2016.

O calendário tem as seguintes características: 23 x 23 cm, papel couche fosco, 4 x 4 cores. 

 

Na página inferior, mês e dias da semana, foto em PB do artista, texto resumido sobre a obra e como contatar cada um os participantes.

 

  

ver mais >

SP Estampa
5/5/2014

 CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA PELO SITE      http://www.spestampa.com 

 

ver mais >

ANIMA mulheres na arte
28/2/2014

 

 

ver mais >

Geometria Fragmentada
16/9/2013

 

 

ver mais >

Pérolas Tipográficas por Claudio Rocha
21/8/2013

 

 

ver mais >

A Cultura do Cartaz
15/5/2013

 

 

ver mais >

Arte da Vila 2013
9/4/2013

 

 

ver mais >

Jaime Prades " OSSO" no Instituto Cervantes
9/4/2013

O Ateliê Galeria Priscila Mainieri indica a exposição "OSSO" de  Jaime Prades. Abertura 18/04, as 19:30  no Instituto Cervantes e coloca-se a disposição para apresentar as obras do artista. 

 

Acesse Texto Paulo Klein + Catálogo Virtual

http://jaimeprades.blogspot.com.br

http://issuu.com/jaimeprades/docs/osso_virtual_1

A arte de Jaime Prades nunca foi fácil, nunca foi fútil. Sempre teve interesses além da Estética Vazia, além da Moda e dos modismos, da farsa ou da falsa ideologia. Arte resistente de uma mente vivaz, conectada com questões fundamentais para a continuidade saudável da raça humana, JP cria para enaltecer o homem, para comentar – entre a ... (clique para ter a sequência - texto de Paulo Klein)

 

 

 

 

 

 

ver mais >

Claudio Rocha no MASP
23/10/2012

 

 

ver mais >

PARTE feira de arte contemporânea
18/10/2012

 

 

 

ver mais >

Jaime Prades no Programa Metrópolis
5/10/2012

 

 

Jaime Prades  e Allan Szacher em entrevista ao programa  Metropolis na  TV Cultura,  dia  04.outubro, falaram sobre a história da arte do graffite que é tema do livro "Estética Marginal volume #2" recém lançado  pela editora Zupi e sobre sua exposição no Ateliê Galeria Priscila Mainieri.

reveja, pelo link  http://tvcultura.cmais.com.br/metropolis/programas

 

 

 

 

ver mais >

Move your ass!
27/9/2012

 

  Exposição " no fur move your ass!" onde participam Claudio Rocha e Jaime Prades. de 27.setembro  a 05.outubro no Conjunto Nacional, Av Paulista. organização Move institute for the animals

ver mais >

Estética Marginal volume#02
27/9/2012

 

  Lançamento do livro "Estética Marginal volume#02", Editora Zupi, texto de Paulo Klein. O livro é um relato da história da arte urbana em SP , trazendo as referências de cada artista e grupo. Confira, HOJE 27.setembro.2012  na  Loja Scandinavia Design, Rua Barão de Capanema,559 das 17H as 22H

ver mais >

PAREDE S/ PAREDE
18/9/2012

 

    Acesse o link abaixo e folheie o Catálogo Virtual da Exposição PAREDE S/ PAREDE  de Jaime Prades

 

http://issuu.com/jaimeprades/docs/parede_s_parede_cat_logo_virtual

ver mais >

PAREDE S/ PAREDE
4/9/2012

Jaime Prades leva Pacificadores a Galeria Priscila Mainieri em São Paulo

                                          por Tereza de Arruda

 

ver mais >

Jaime Prades expõe obras feitas de entulho
28/8/2012

http://exame.abril.com.br/meio-ambiente-e-energia/sustentabilidade/noticias/jaime-prades-expoe-obras-feitas-de-entulho-em-sp

 

Jaime Prades expõe obras feitas de entulho, em SP

Artista plástico apresenta série de obras inéditas feitas com pedaços de entulho recolhidos em caçambas da capital paulista, além de peças de seu acervo

ver mais >

“Quero romper a mesmice”
28/8/2012

 “Quero romper a mesmice”

A frase é do artista plástico Jaime Prades, que tem os olhos atentos para as belezas das ruas; ele já expôs suas obras nos principais museus de SP e agora se prepara para divulgar, a partir de 12 setembro, a mostra "Parede s/ parede"; leia a entrevista com o artista
ver mais >

Cursos em destaque na revista Achei!
18/7/2012

 Cursos ministrados no Ateliê ganharam destaque na revista Achei! de julho de 2012. Com novas turmas iniciando no segundo semestre, abre uma oportunidade para crianças, adolecentes e adultos iniciarem uma atividade diferente, ligada a cultura, ao trabalho manual e criativo.

ver mais >

"Portas Abertas" revista Achei!
18/6/2012

 A seção " PORTAS ABERTAS" da revista Achei! de junho de 2012, divulgou o Ateliê como uma nova opção de arte e cultura da região de Vila Madalena.

ver mais >

Tipografia na Casa e Jardim de maio
14/5/2012

 A matéria "Revolução Tipográfica", da revista Casa e Jardim de maio 2012, aborda o uso de letras, números, sinais na decoração. Seguindo esta tendência, apresentamos as monotipias tipográficas de Claudio Rocha na mostra "É bonito isso..?" em cartaz até 02/06/2012. Não deixe de conferir!

 

ver mais >

Feira de Publicações
28/4/2012

1o Feira de Publicaçoes SESC Pompéia.

ver mais >

X Arte da Vila
14/4/2012

X Arte da Vila, evento que reuniu 55 Ateliês na Vila Madalena, com mostras de Claudio Rocha e Priscila Mainieri.

ver mais >

Revista Tupigrafia
11/4/2012

Lançamento a décima edição da Revista Tupigrafia, editada pela Oficina Tipográfica São Paulo. A publicação aborda temas ligados à tipografia e à caligrafia, mostrando projetos de fontes digitais inspirados na cultura visual brasileira.

ver mais >